Esta terça-feira o PSG recebe em casa o Lille e Unai Emery quer toda a gente com a cabeça bem focada no desafio imediato, não na eliminatória da Liga dos Campeões. Há jogadores importantes indisponíveis ou em dúvida pelo que Gonçalo Guedes pode ter a sua oportunidade. O Lille até vinham com resultados importantes mas no domingo passado deixou-se surpreender pelo Lorient, último classificado da Ligue 1.

Neste momento a luta pelo título francês é a três. O Mónaco adiantou-se na última jornada, sendo perseguido de perto pelo PSG e Nice, ambos com quarenta e nove pontos. Os jornalistas insistem em falar do jogo da primeira mão dos oitavos de final da Liga dos Campeões, dentro de uma semana, no qual o clube parisiense recebe o Barça. Estão especialmente interessados em perceber se alguns dos jogadores entregues ao departamento médico serão recuperáveis para essa data. Mas Unai Emery tem dois jogos com que se preocupar antes disso e quer que as cabeças dos jogadores também se foquem apenas nos desafios imediatos. É a única forma de abordar o calendário, porque qualquer deslize frente ao Lille ou ao Bordeaux pode por em causa o segundo lugar da tabela que ocupam atualmente ou ver descolar os monegascos.

Nos últimos nove jogos competitivos, só por uma vez o Paris Saint-Germain não garantiu o triunfo. Foi, precisamente, na receção ao AS Mónaco (1-1), há pouco mais de uma semana. Com o tempo a equipa foi estabilizando o processo de transição para o sistema de Emery e as vitórias sucedem-se. Os céticos não deixam de reclamar por acharem que a equipa ainda não jogo um futebol bonito ou espetacular, mas a eficácia é o melhor contraponto às críticas.

Na quarta-feira passada o PSG eliminou o Rennes da Taça de França, com quatro golos sem resposta. Gonçalo Guedes estreou-se com a camisola do clube parisiense, entrando aos setenta e sete minutos para render Lucas Leiva. No domingo, de volta à ação na Ligue 1, o PSG foi vencer ao terreno do Dijon (1-3), com Moura, Thiago Silva e Edinson Cavani a fazerem as despesas de concretização por parte dos visitantes. O cabo-verdiano Júlio Tavares fez o tento de honra para os da casa.

Emery confirmou que Kevin Trapp, Marco Verrati e Javier Pastore continuam de fora para terça-feira. Ángel di Maria e Thomas Meunier voltaram a treinar com o grupo mas o seu esforço terá que ser gerido com vista aos compromissos muito seguidos que se adivinham. Pode haver aqui espaço para Gonçalo Guedes ser novamente utilizado.

Onze Provável: Aréola – Aurier, Marquinhos, Thiago Silva, Kurzawa – Rabiot, Motta, Matuidi – Lucas Moura, Cavani, Gonçalo Guedes.

Ligue 1O Lille está na décima segunda posição do campeonato francês, com os mesmos vinte e seis pontos que Montpellier e Nantes. Ainda assim, são apenas três os pontos que separam a equipa de Patrick Collot da zona de descida, o que significa que qualquer percalço pode complicar muito as contas.

O Lille até vinha de resultados interessantes. Na jornada vinte e dois tinham ido vencer ao reduto do Olympique Lionnais (1-2), graças à dobradinha de Yassine Benzia, e a meio da semana afastaram a formação treinada por Sérgio Conceição, o Nantes (1-0), da Taça, com uma grande penalidade concretizada por Sébastien Corchia. Mas no domingo deixaram-se surpreender em casa pelo lanterna-vermelha da Ligue 1, o Lorient, que soube proteger a magra vantagem do golo de Jérémie Aliadière, logo a abrir a segunda parte.

Collot confirmou as ausências de Rio Mavuba e Rony Lopes para a deslocação a Paris. Vincent Enyeama ainda está em dúvida e será reavaliado mais em cima do encontro. Se não estiver apto só resta o jovem Mike Maignan, de vinte e um anos, para assumir a responsabilidade da baliza.

Onze Provável: Maignan – Corchia, Soumaoro, Basa, Beria – Amadou, Xeka – Ghazi, Benzia, Sliti – Preville.

screenshot_1screenshot_2screenshot_3screenshot_4

 

Fontes:

http://www.asmelhoresapostasonline.com

https://www.academiadasapostas.com

Advertisements