Com mais uma dobradinha de Radamel Falcao o Mónaco destronou o Nice e isolou-se no primeiro lugar da Ligue 1. Uma vitória de três golos sem resposta sobre a formação de Balotelli, depois de na jornada anterior ter ido empatar ao Parque dos Príncipes, é uma afirmação e tanto da equipa comandada por Leonardo Jardim. O Montpellier bateu, em casa, o Bastia, interrompendo assim uma sucessão de cinco jogos sem vencer.

No domingo o Montpellier pôs fim a uma sucessão de cinco partidas sem vitórias ao vencer, no Stade de la Mosson, o Bastia (2-1). Steve Mounié abriu o marcador aos dezassete minutos para a formação caseira e seria o mesmo jogador a fazer o segundo golo, que valeu os três pontos, a meio do segundo tempo, retomando a dianteira que Crivelli tinha anulado ainda antes do intervalo. Este triunfo é muito importante para a equipa treinado por Jean-Louis Gasset. Não só os pontos são preciosos, como conseguiu tirar vantagem de um embate com um adversário direto, e ainda interromper uma série negra. Nos cinco jogos anteriores, entre Taça de França e campeonato, o Montpellier somou quatro derrotas e um empate. No que respeita à Ligue 1 foi um ponto conquistado em doze possíveis. E aqui pelo meio houve duas goleadas pesadas – com o Lyon (5-0) para a Taça e com o Marseille (5-1) na liga – em jogos fora. Neste momento são décimos terceiros, com vinte e seis pontos ao fim de vinte e três jornadas, três acima do Angers que encabeça a zona de despromoção.

Onze Provável: Pionnier – Mukiele, Hilton, Remy, Roussillon – Sessegnon, Skhiri, Lasne – Mounie, Boudebouz, Ikone.

Ligue 1No domingo a equipa de Leonardo Jardim isolou-se no comando da Ligue 1, com três pontos da concorrência. O mais significativo é que o conseguiu na sequência de confrontos diretos com os outros dois candidatos ao título. Na jornada vinte e dois o AS Mónaco foi roubar um ponto ao Parque dos Príncipes, onde Bernardo Silva gelou as aspirações dos parisienses, ao marcar o golo da igualdade já em tempo de descontos. E compromisso seguinte era a receção ao líder, o Nice (3-0), e os monegascos saíram vencedores. O primeiro tempo foi muito equilibrado, com os dois lados muito cautelosos no sentido de evitar erros que pudessem comprometer. Mas o jogo ficou outro quando Valère Germain abriu o ativo logo ao segundo minuto da segunda parte. Radamel Falcao, com uma dobradinha, fechou o resultado a favor dos homens da casa. Nunca é de mais realçar a extraordinária temporada que o avançado colombiano está a ter no Mónaco. Depois da lesão grave no joelho, que o impediu de ir ao Mundial do Brasil, Falcao passou por maus bocados. As passagens por Inglaterra, tanto no United como no Chelsea foram desencorajantes e poucos podiam acreditar que ele podia recuperar aquele instinto matador que fez dele famoso. Os defesas do Nice foram os primeiros a reconhecer que é impressionante a forma como ele se movimenta entre eles. É o milagre da confiança. O cafetero marcou catorze golos em treze jogos em que foi titular na Ligue 1.

No domingo o AS Mónaco fez o centésimo golo da época, em jogos competitivos, entre competições domésticas e Liga dos Campeões. O que dá uma média superior a dois tentos e meio por partida. Mesmo em temporada inspirada, Falcao contribuiu apenas com um quinto desta soma. O que pressupõe que a equipa não está dependente dele para a concretização. Até ao regresso da Liga Milionária, a 21 de fevereiro no Etihad, o conjunto de Bernardo, Moutinho e Jardim tem que aproveitar ao máximo os embates com Montpellier, Metz e Bastia para consolidar o primeiro lugar na Liga Francesa.

Onze Provável: Subasic – Sidibe, Glik, Jemerson, Mendy – Bernardo Silva, Fabinho, Bakayoko, Lemar – Falcao, Germain.

screenshot_2screenshot_3screenshot_4screenshot_5screenshot_7screenshot_6

Regista-te aqui na BETCLIC

Fontes: http://www.asmelhoresapostasonline.com

Advertisements